Seja bem vindo ao meu mundo de idas e vindas.
E que você venha e vá, mas volte sempre!

Passaram por aqui

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012



Tem vezes que as palavras parecem pouco, tornam-se inúteis. Mas elas parecem ser o único instrumento capaz de explicar o que sentimos e pensamos - pelo menos à distância. 
Quero o perto, quero o próximo, quero o sempre junto. O distante me dá saudade, que me dá dor, que me deixa triste. Quero o sorriso, a alegria - os seus e os que você me dá.

Arquivo do blog