Seja bem vindo ao meu mundo de idas e vindas.
E que você venha e vá, mas volte sempre!

Passaram por aqui

segunda-feira, 26 de abril de 2010

(A lot of) Things to do

Meu Deus... Parece que quanto mais coisas eu faço, mas coisas eu preciso fazer!
Alguém me dá uma máquina do tempo pra eu transformar meus dias em meses?
Obrigada :)

domingo, 18 de abril de 2010

Who I am =)

Ontem eu vi um clipe e a música mexeu comigo. A letra é essa:

I want someone to love me

For who I am

I want someone to need me

Is that so bad?
I want a break of madness
But it's all I have
I want someone to love me
For who I am

Nothing makes sense

Nothing makes sense anymore

Nothing is right

Nothing is right when you're gone
Loosing my breath
Loosing my right to be wrong
I'm frightened to death
I'm frightened that I wont be strong

Refrão: I want someone to love me

For who I am

I want someone to need me

Is that so bad?

I want a break of madness

But it's all I have

I want someone to love me
For who I am

Shaking it off

Shaking off all of the pain

Breaking my heart

Breaking my heart once again



[refrão]
Are you gonna love me?

Yeaaaah

For who I am

I want someone to love me

For Who I Am

I want someone to need me

Is that so bad?
I want a break of madness
But it's all I have
I want someone to love me
For who I am
Yeaaahh
For who I am.


quinta-feira, 15 de abril de 2010

P&L

Peace and Love.
That's all we need.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Tenho pensado em certas coisas que vêm me magoando.
Algumas pessoas não entendem - ou fingem não entender - o que as outras sentem. Se colocam sempre no centro do mundo, do seu próprio mundo, e esquecem que na Terra existem milhões de pessoas que sentem as mesmas coisas que elas. É fácil exigir algo de alguém sem dar nada em troca, não? É fácil reclamar, criticar e sentir ciúmes quando não se faz nada para mudar as coisas.
Me revolta ver o tamanho do egoísmo e da falta de compreensão. A distância faz bem, sabia? Faz a gente aprender MUITA coisa com as pessoas, e sobre as pessoas.
Decepção, um dia, me corroeu. Hoje ela me fortifica.

Arquivo do blog